Felicidade!


Adorei esse texto da Martha Medeiros... Desses que recebemos por e-mail e, às vezes, não lemos. Esse, eu li e quiz trazer para dividir com vocês.

Sorte e escolhas bem feitas


Pessoas consideradas inteligentes dizem que a felicidade é uma idiotice, que pessoas felizes não se deprimem, não têm vida interior, não questionam nada, são uns bobos alegres, enfim, que a felicidade anestesia o cérebro.

Eu acho justamente o contrário: cultivar a infelicidade é que é uma burrice. O que não falta nessa vida é gente sofrendo pelos mais diversos motivos: ganham mal, não têm um amor, padecem de alguma doença, sei lá, cada um sabe o que lhe dói.

Todos trazem uns machucados de estimação, você e eu inclusive. No que me diz respeito, dedico a meus machucados um bom tempo de reflexão, mas não vou fechar a cara, entornar uma garrafa de uísque e me considerar uma grande intelectual só porque reflito sobre a miséria humana. Eu reflito sobre a miséria humana e sou muito feliz, e salve a contradição.

Felicidade depende basicamente de duas coisas: sorte e escolhas bem feitas.

Tem que ter a sorte de nascer numa família bacana, sorte de ter pais que incentivem a leitura e o esporte, sorte de eles poderem pagar os estudos pra você, sorte por ter saúde. Até aí, conta-se com a providência divina. O resto não é mais da conta do destino: depende das suas escolhas.

Os amigos que você faz, se optou por ser honesto ou ser malandro, se valoriza mais a grana do que a sua paz de espírito, se costuma correr atrás ou desistir dos seus projetos, se nas suas relações afetivas você prioriza a beleza ou as afinidades, se reconhece os momentos de dividir e de silenciar, se sabe a hora de trocar de emprego, se sai do país ou fica, se perdoa seu pai ou preserva a mágoa pro resto da vida, esse tipo de coisa.

A gente é a soma das nossas decisões, todo mundo sabe. Tem gente que é infeliz porque tem um câncer. E outros são infelizes porque cultivam uma preguiça existencial. Os que têm câncer não têm sorte. Mas os outros, sim, têm a sorte de optar. E estes só continuam infelizes se assim escolherem.

Martha Medeiros.
E, para concluir:
As pessoas mais felizes não têm as melhores coisas.Elas sabem fazer o melhor das oportunidades que aparecem em seus caminhos.
Clarice Lispector

5 comentários:

Thaiza Nacaxe disse...

Eu sou muito feliz =)

Fabiani Pascoli disse...

Muito lindo esse texto.
Bjinhos!!!!!!

Carmen Martins disse...

Oi querida! passei pra te dar um Oi e agradecer as vitinhas lá no blog, viu? não consigo mais visitar todo mundo todos os dias, porque são mais de 200 amigas, mas faço questão de dar um Oi de vez em quando pra todas, bjs Caroline

Carmen
ACHADOS DE DECORAÇÃO

Sarah disse...

Adorei o texto!
Boas escolhas pra você!
Um beijo,

Sarah.

Camy (: disse...

muito boom..
Bjins
Mila

Postar um comentário

O que você achou?